backtop

Ipsis Litteris vs. Standard: aprenda as diferenças entre essas modalidades de transcrição de áudio

Transcrição do áudio deste vídeo em texto:

[00:00:05]

Chris: Olá, pessoal, tudo bem? Eu sou o Chris aqui da Audiotext e neste vídeo vou explicar a diferença entre as modalidades de transcrição: Ipsis Litteris e Standard. Vamos lá? Na modalidade Ipsis Litteris – para os íntimos, Ipsis – os áudios geralmente são de depoimentos jurídicos, gravações telefônicas e áudios de WhatsApp. São assuntos delicados e relevantes para o processo judicial, por isso, tudo precisa ser registrado. O Ipsis deve conter interrupções, repetições, meias palavras, hesitações e gaguejos. Resumindo, absolutamente tudo o que é falado. Antes de dar um exemplo, gostaria de falar de outra modalidade pra vocês que é a Standard. Geralmente, os áudios para as transcrições na modalidade standard são entrevistas para pesquisas acadêmicas, reuniões que exigem elaboração de Ata, palestras, congressos, filmes institucionais… ou seja, áudios que exigem um texto fluído, de fácil leitura. Por isso, nessa modalidade, diferente do ipsis, não registramos interrupções, vícios de linguagem e repetições de palavras. Isso não quer dizer que excluímos frases ou que damos outro sentido ao que foi falado. Apenas corrigimos concordância. O melhor exemplo é do entrevistador que, sem perceber, interrompe o entrevistado o tempo todo. No Standard, essas interrupções não são registradas. Vamos ver um exemplo comparando as duas modalidades para ficar bem claro para você Observe com atenção. Parece até que são transcrições de áudios diferentes. Mas, não são. No ipsis, transcrevemos exatamente como se fala. Observem as interrupções, os vícios de linguagem e a concordância: tudo é registrado. Na modalidade standard, as interrupções não foram transcritas nem os vícios de linguagem: “assim, eh…” Isso deixa o texto mais conciso e facilita a leitura. A concordância “nóis é de Curitiba” foi corrigida para “Somos de Curitiba”, como vocês podem perceber aqui no exemplo. Ressalto, mais uma vez, não mudamos o sentido das frases, apenas facilitamos a leitura do texto.
Outro ponto importante que vocês podem ver no exemplo e deve-se tomar bastante cuidado é quando o interlocutor que está falando é interrompido. Nesse caso, coloca-se reticências após a última palavra falada e novamente reticências antes do início da fala de quem o interrompeu. Vou ler para ficar bem claro o exemplo: M1 que é a voz masculina deste áudio fala: a primeira coisa, assim, se você pudesse falar um pouco a respeito de onde você vem, assim, eh… F1, que é a voz feminina, interrompe dizendo: ta E M1: continua a fala: … da sua família, região. O que você puder falar um pouco. Vejam como ficou no texto: três pontinhos após o eh e 3 pontinhos antes do: “da sua família.” Isso foi feito, pois houve continuidade da fala de M1. É isso aí, espero que tenha ficado claro para você a diferença entre as modalidades Ipsis Litteris e Standard. No começo pode parecer um pouco complicado, mas basta um pouco de prática para que você domine 100%. E não deixe de conferir outros vídeos em nosso canal que são muito importantes. Como por exemplo, aprender os padrões e regras da transcrição da Audiotext, dicas para aumentar sua produtividade, ou seja, transcrever mais em menos tempo e também como revisar e formatar seu job antes de entregar. Abraços e até a próxima.

[00:03:33]

Gostaria de entrar para nossa equipe?

Seja um Texter
×
* - campos obrigatórios ATENÇÃO: se você usa Hotmail e Outlook, adicione o e-mail falecom@audiotext.com.br em seus contatos. Caso não receba o orçamento em até 5 minutos após o preenchimento, verifique sua caixa de SPAM!